O MaaS – Mobilidade como Serviço,  é a união de várias formas de deslocamento em um único serviço de mobilidade,  via  acesso de smartphone. Isto é, com o MaaS, se usa uma única plataforma integrada, onde é possível o cliente ter acesso à mobilidade de várias formas, com um único canal de pagamento, relacionamento e informação, gerando uma forma mais simples de interação entre o usuário e o transporte público. Da mesma for...

Está chegando uma novidade para o mercado de mobilidade...

Antes de iniciar a avaliação deste cenário em relação as eleições presidenciais de outubro/2018 fazemos relembrar os fatores que provocaram a paralização dos caminhoneiros que ocorreu entre o final de maio e início de junho/2018: O governo federal por meio do BNDES, com a justificativa de estimular a economia e ajudar os caminhoneiros e a indústria de veículos pesados, decidiu conceder empréstimos baratos para que indivíduos autôno...

A ideia deste texto é trabalharmos com alguns pontos importantes em relação a privatização do viário urbano. Por isso o texto não tem nenhum rigor cientifico e/ou metodológico e tendo como base a premissa de usarmos a legislação atual para implantação desta ideia, mas também é válido trabalhar no futuro com policy paper visando alterar a legislação vigente Portanto, a proposta que se pretende desenvolver tem por objetivo a privat...

A crise pela qual o Sistema de Transporte Público Coletivo tem explicitado a instabilidade do modelo atual, que financiado majoritariamente pela tarifa calculada de forma política e com um planejamento central que não reflete a real necessidade dos usuários. As manifestações de 2013 (conhecidas pelo slogan “não é pelos 20 centavos”) levaram a uma maior intervenção estatal no sistema e na maioria das capitais o preço da tarifa foi c...

Logo após o aumento do PIS/COFINS do óleo diesel, de R$ 0,2480 para R$ 0,4615 nas refinarias uma grande discussão foi levantada no país em relação ao impacto nas tarifas do transporte público, e para o senso comum um aumento nas tarifas seria um absurdo pois os lucros das operadoras seriam suficientes para financiar este aumento. Entretanto este pensamento simplista é uma falácia como explicou o economista francês Frédéric Bastiat, ai...

Nos últimos dois anos a principal discussão acerca da mobilidade foi centrada na plataforma tecnológica do UBER que tinha como objetivo conectar pessoas com interesse de se deslocarem com outro grupo de pessoas com disponibilidade para atender estas necessidades. Ideia simples e brilhante, mas que no Brasil enfrenta várias barreiras, dentre elas podemos destacar: Temos uma das economias mais rígidas do planeta baseada em concessões e agênc...

Lendo os artigos da médica Tatiana Villas Boas Gabbi e do médico e ex – congressista republicano do Texas. Ron Paul no site do Instituto Mises Brasil sobre uma visão libertária da saúde resolvi seguir a mesma linha de raciocínio para dissertar acerca do Transporte Público Coletivo Esta temática não é novidade neste espaço, mas creio ser importante voltar ao assunto pois a cada dia nossos políticos tentam criar novos direitos pro...

Com base na minha vivencia, em um setor altamente regulado, e no excelente artigo do Instituto Mises Brasil (Quem regula os reguladores?), resolvi escrever este texto/desabafo sobre como o modelo atual de regulação do sistema de transporte está destruindo valor do serviço junto aos seus usuários. 1 – Os usuários não usam o serviço simplesmente porque desejam É importante entender que decisões individuais são tomadas de forma racional...

Primeiramente podemos apontar o fato da tarifa ser baseada nos custos do sistema e não no nas necessidades do mercado. Tal situação cria um Circulo Vicioso perverso que começa pela perda de demanda do transporte coletivo, que gera redução de receita e que produz aumento do custo médio por passageiro transportado; essas perdas geram queda de produtividade e rentabilidade das operadoras do transporte coletivo; essa queda resulta em desequil...

A Burocratização do Brasil e o BMaaS
Transporte / 11/09/2018

O tema Mobilidade como Serviço, ou simplesmente MaaS (Mobility as a Service) como já se sabe é a integração de vários serviços de deslocamento em uma única solução. Portanto o MaaS geralmente é fornecido por meio de uma plataforma ou solução de tecnologia, como software, aplicativos móveis ou tecnologia sob medida. Vale aqui ressaltar que o termo mobilidade percebido incorretamente como apenas deslocamento, no sentido do ...

Dilema do voto útil
Liberdade e Estado / 08/09/2018

Tenho recebido inúmeros pedidos para não votar no João Amoedo pois assim eu estaria elegendo a Marina ou o Ciro. Tal dedução surgiu devido ao fato do Bolsonaro ser derrotado no segundo turno das eleições pelos candidatos supracitados. Isto porém não tem lógica, uma vez que para vencer no primeiro turno o candidato do PSL precisa de mais de 50% dos votos válidos, ou seja, a mesma quantidade de votos para ser eleito presidente ...

Se posicione, mas com moderação

Não é errado participar de manifestações políticas. Errado é deixar de ir ao culto por causa delas. Não é errado receber um candidato em sua casa. Errado é receber na igreja para pedir voto. Não é errado discutir propostas com quem quer se seja. Errado é discutir com os irmãos por causa de política. Não é errado ouvir a todos para depois escolher quem achar melhor preparado. Errado é deixar de ouvir a Deus para ouvir os...

A verdadeira disrupção no transporte: MaaS – Mobilidade como um serviço
Transporte / 28/08/2018

Com a conveniência em mente, o MaaS traz todos as opções de transporte e opções de pagamento para palma da mão do cliente, proporcionando acesso instantâneo a todos os serviços de mobilidade ofertado em uma determinada localidade. Com MaaS, o incômodo de ter de navegar em um sistema complexo de prestadores de serviços passa a ser parte do passado. O MaaS vai revolucionar a forma em se deslocar, fazendo isto da forma mais natur...

Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança
Jesus Cristo / 22/08/2018

Thiago 1: 16 Não vos enganeis, meus amados irmãos. 17 Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança. 18 Pois, segundo o seu querer, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.   Parte 1 – Não vos enganeis, meus amados irmãos Mateus 22:29 Respondeu-lhes Jesus: Errais, não conhecendo ...

O grande amor de Deus
Jesus Cristo / 22/08/2018

– A principal marca do amor é a “entrega”: João 3:16 16 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 17 Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. 18 Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigêni...

IMPORTÂNCIA DA CRUZ E DA GRAÇA
Jesus Cristo / 22/08/2018

Definição didática de cruz A cruz era um instrumento de tortura e morte usado durante o tempo do Império Romano, sendo usado para aplicar a pena de morte a indivíduos que eram condenados pelas autoridades. Alguns anos depois da crucificação de Jesus, os Romanos baniram esta forma de punição, por consideraram que era muito cruel. Deuteronômio 21 22 Se alguém houver pecado, passível da pena de morte, e tiver sido morto, e o p...

Por que votarei em Bolsonaro (pelo menos até agora)
Liberdade e Estado / 19/08/2018

Por Neto Curvina Os eleitores de Bolsonaro são acusados com frequência de fanatismo, superficialidade e radicalismo por sua escolha. Ora, essas coisas existem em todos os lados. Ou existe coisa mais fanática, radical e superficial que o comunismo? Entretanto, toda generalização é um equívoco e não deve ser levada a sério, porque é uma construção irresponsável. É como dizer que de noite todos os gatos são pardos. E isso n...

O primeiro debate – Eleições 2018
Liberdade e Estado / 13/08/2018

O primeiro debates entre os presidenciáveis começou de uma forma trágica. Na abertura do programa o apresentador deve a infelicidade de dizer que o presidiário Luis Inácio Lula da Silva não poderia participar do debate pois fora impedido pela justiça. Na verdade ele não participou pois está preso e inelegível pela Lei da Ficha Limpa. Novamente o nosso jornalismo preferiu um Fake News ao invés de dizer a verdade pura e simples...

2018 e o Tolo
Liberdade e Estado / 07/08/2018

Por Neto Curvina     Ninguém vai concordar com minhas contas, mas, pra variar, estou andando pra isso. Vejamos. Dilma teve mais de 40 milhões de votos em 2014. A mística desse partido do cão é tão nebulosa que é capaz dela ser eleita senadora em Minas. Pois bem. Alguém duvida que Lula ainda tenha 30 milhões de eleitores cativos, aquele tipinho que diz “Ele roubou, mas fez!”? Lula é a esquerda, é o Foro d...